Dor de dente em crianças: O que fazer?

Dor de dente em crianças: O que fazer?


A tarefa de cuidar de uma criança não é fácil, os pais ou responsáveis devem estar atentos a cada passo, cada sinal e sintoma que ela demonstrar. A situação fica ainda mais complicada quando a mesma não tem idade suficiente para expressar o tipo de dor, localização e a intensidade da dor que esta sentindo. A dor de dente pode ser inicialmente identificada quando a criança relata dor na região oral mesmo sem identificar o dente especifico, para ou diminui a alimentação, tem alteração do sono, leva a mão ao rosto ou ao dente com frequência, além de outros sinais. Quando alguns destes sinais são observados a conduta correta é leva-lo diretamente ao Odontopediatria, profissional da área da odontologia especializado na identificação e solução de tais problemas.

MAS  QUAL PODE SER A CAUSA DA DOR DE DENTE NA CRIANÇA?

As causas são muito variadas, por isso a necessidade de leva-lo a um profissional quando a dor aparecer. Podemos listar como causadores:

  • Cárie;
  • Fratura no dente;
  • Esfoliação dentária( troca dental);
  • Comprometimento pulpar(no canal do dente, mesmo sendo dente de leite);
  • Problemas gengivais;
  • Episódios de bruxismo.

Para cada situação deve-se sempre observar o tipo de dor, se é pontual (sempre na mesma região) ou difusa, se é espontânea ou aparece após algum tipo de estimulo – calor, frio, mastigação. Também, se ela se restringe a uma região ou um dente. Ainda, se apresenta aumento de volume na região da dor. Todos esses questionamentos são essenciais para fazer o correto diagnóstico e elaborar o melhor tratamento.

O QUE FAZER QUANDO A CRIANÇA DIZ QUE ESTÁ COM DOR DE DENTE?

Assim que a criança queixar-se, deve-se buscar atendimento especializado, principalmente nos casos de traumas ou abscesso. Como dito anteriormente a dor pode ser causada por diversos motivos e alguns ainda pode estar associados, desta forma, é difícil dar um diagnóstico sem fazer uma correta avaliação clinica, radiográfica e anamnese detalhada.  A dor  é justamente o mecanismo que o  corpo tem para sinalizar que algo está errado e precisa de intervenção, seja com instruções de higiene ou dieta, prescrição de medicamento, tratamento endodôntico (canal), restaurações, dentre outras formas.

DOR DE DENTE A NOITE, POR QUE OCORRE COM MAIOR FREQUÊNCIA?

Antes de mais nada é necessário entender que a dor pode ocorrer na polpa ou nas estruturas adjacentes do dente e pode ser causada por cárie, trauma, problema gengival e demais causas já citadas, uma vez já com a dor instalada, o ato de deitar intensifica-a isso porque o fluxo sanguíneo na região da cabeça aumenta, aumentando assim a pressão da polpa dental. Ou seja, a dor de dente não é maior porque estamos no período noturno e sim porque repousamos neste período aumentando o fluxo sanguíneo na região da cabeça. 

É muito difícil indicar um tratamento para dor de dente sem saber o tipo de dor que o paciente está sentindo. É comum ler artigos ou mesmo ditos populares, dizendo para se colocar liquido quente, frio, produtos naturais, entre outros. Todas essas dicas podem dar certo, mas também podem dar errado. Algumas dores de dente diminuem com frio e se intensificam com calor, mas outras podem ocorrer ao contrário, diminuem com calor e se intensificam com frio, da mesma forma que compressas quentes no rosto podem provocar um inchaço da região.

O ideal é procurar um serviço de emergência para resolver o problema em questão. Manter a saúde bucal em dia é de extrema importância para se evitar estes incômodos. Visitas regulares ao dentista, hábitos de higiene bucal controlados, dieta balanceada tudo isso garante dias e noites tranquilos.